Yaris_wrc-2019-Portugal_1

Toyota Yaris WRC de Tänak vence o Rali de Portugal

3 Junho, 2019

Yaris_wrc-2019-Portugal_4Ott Tänak e a TOYOTA GAZOO Racing venceram pela segunda vez consecutiva no campeonato mundial de ralis da FIA de 2019 – e alcançaram a terceira vitória da época. A vitória no rali de Portugal foi difícil mas merecida.  Depois de subir à primeira posição, logo na terceira especial na sexta-feira, o piloto Estónio manteve-se sempre na frente. O rali de Portugal continua a ser uma referência no calendário mundial, pelo fervoroso público e  traçados  emblemáticos, que este ano se estenderam por cerca de 1500 Km de prova, dos quais mais de 300 foram cronometrados ao longo de 18 especiais de classificação.

Após o shakedown em Paredes e cerimónia de abertura em Coimbra na quinta-feira, a prova lusa teve início efetivo no dia seguinte, na zona centro. Depois de 18 anos, a emoção do Mundial de Ralis regressou a troços míticos, como Arganil, Góis e Lousã, num dia em que a TOYOTA GAZOO Racing se mostrou superior a todos os concorrentes, terminando o  dia na primeira, segunda e terceira posições. Ott Tänak liderou o trio de Yaris WRC, seguido pelos seus companheiros de equipa Jari-Matti Latvala e Kris Meeke.

Com gravilha solta, muito pó e temperaturas bem acima dos 30 graus, conduzir na frente era, em teoria, uma desvantagem, mas Tänak estabeleceu um ritmo forte desde o início, apesar de correr em segundo na estrada. Foi o segundo mais rápido no primeiro troço cronometrado do dia e depois venceu a segunda e terceira especiais, assumiu a liderança, para nunca mais a largar até ao final. Jari-Matti Latvala e Kris Meeke também conseguiram bons tempos de manhã. À tarde, Ott Tänak conseguiu aumentar a sua vantagem, terminando o dia com 17,3 segundos de vantagem para o seu colega Jari-Matti Latvala. Kris Meeke ficou a 5,5s, em terceiro lugar. O desempenho dos Yaris WRC no primeiro dia grantiu que teriam as posições de estrada mais favoráveis para o dia mais longo da prova, sábado.

Sábado contou com 160,7 km competitivos, divididos em duas repetições de três especiais. Durante a manhã, a equipa continuou o se4u domínio mantendo as três primeiras posições. Kris Meeke foi o mais rápido no primeiro troço, aumentando a sua vantagem sobre o quarto classificado e Jari-Matti Latvala, venceu as duas especiais seguintes. Tänak manteve a liderança, superando os danos no sistema de travões, conseguindo consertar o Yaris WRC entre um dos troços. As segundas passagens, à tarde, mostraram-se mais difíceis. O Yaris WRC de Latvala sofreu um problema na suspensão de frente, obrigando-o a parar antes da última especial, regressando no último dia e arrancando em décimo primeiro da geral. O Yaris WRC de Tänak também sofreu um problema na suspensão, perto do final, mas manteve a liderança para o seu companheiro de equipa Kris Meeke, que foi o segundo mais rápido nas três especiais da tarde, segurando a sua posição.

No domingo, Ott Tänak entrou nas cinco especiais finais com uma vantagem de 4,3 segundos sobre o seu companheiro de equipa Kris Meeke, que ficou apenas a 4,9 segundos à frente do terceiro lugar. Ambos conseguiram aumentar a sua vantagem ao longo das três primeiras especiais de Montim, Fafe e Luilhas, estabelecendo os dois melhores tempos. Kris Meeke faz um peão na penúltima especial, deixando-o em terceiro, antes de cortar demasiado a trajectória e bater na base de uma árvore cortada, no início da última especial, sendo obrigado a abandonar. Ott Tänak e o seu co-piloto Martin Järveoja geriram as duas últimas especiais conquistando a vitória com 15,9 segundos de avanço. Conseguiram ainda registar o terceiro melhor tempo na Power Stage, arrecadando três pontos, o que deixa Tänak a apenas dois pontos do líder no campeonato de pilotos. Jari-Matti Latvala recomeçou no domingo e ganhou quatro posições, terminando em sétimo da geral, arrecadando pontos para o campeonato de fabricantes, onde a Toyota continua a diminuir a diferença para o primeiro lugar.

Tommi Mäkinen (director da equipa)

“Esta é outra vitória brilhante de Ott Tänak e da equipa. Ele foi muito forte, liderando a partir de sexta-feira, apesar de ser o segundo na estrada, e gerindo tudo muito bem, em condições difíceis. Parabéns Ott e Martin! O nosso desempenho foi muito bom durante todo o fim de semana: vimos que os outros dois Yaris WRC tinham a velocidade para lutar pela vitória. Infelizmente, Jari-Matti Latvala teve um problema ontem e Kris Meeke cometeu um pequeno erro, hoje, que sai caro. Mas as coisas continuam na direção certa em ambos os campeonatos e estamos confiantes”.

Yaris_wrc-2019-Portugal_2  YarisWRC_RalidePortugal2018 portugal

 

Categoria: