História da Toyota em Le Mans é celebrada com exposição única

18 Agosto, 2021

A TOYOTA GAZOO Racing  assegurou um lugar permanente no Circuito de la Sarthe ao entregar uma peça importante da história das 24  Horas de Le Mans, ao Automobile Club de l’Ouest (ACO). O Toyota TS050 HYBRID #8, que venceu a 88ª edição da lendária prova, pelas mãos de Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley em Setembro d 2020, foi cedido de forma permanente ao museu “Le Mans 24H” na passada terça-feira, dia 17 de agosto 2021.

Com 1.000cv, tração às quatro rodas e um peso de apenas 895kg, o TS050 HYBRID tornou-se o melhor carro LMP1, ao estabelecer a volta mais rápida de sempre no circuito de Le Mans em 2017, quando Kamui Kobayashi registou um tempo de 3 minutos 14.791 segundos a uma velocidade média de 251,9km/h.

Esta foi a primeira de quatro “pole position” consecutivas conseguidas pelo TS050 HYBRID, antecedendo as vitórias em 2018, 2019 e 2020. Mike Conway bateu o recorde da volta mais rápida , ao volante do segundo classificado TS050 HYBRID #7 em 2019, com uma volta de 3 minutos e 17.297 segundos a uma velocidade média de 248,6km/h.

O Presidente da Equipa, Hisataka Murata, juntou-se ao presidente da ACO, Pierre Fillon, para uma cerimónia de entrega no interior do museu das 24Horas de Le Mans, onde o TS050 HYBRID se tornou a peça central de uma exposição única que celebra a história da Toyota em Le Mans.

Com a presença de modelos Toyota icónicos, das participações na mítica corrida de 24 horas (que começaram em 1985), a exposição explora a paixão e a tecnologia, bem como as atribulações e triunfos que têm caracterizado o compromisso da marca com as corridas de resistência.

Logo no início da sua visita, os visitantes do museu, deparam-se com um dos primeiros participantes Toyota em Le Mans, o carro do Grupo C, o 86C em cores vibrantes da Leyton House, que competiu em 1986 com Satoru Nakajima, Geoff Lees e Masanori Sekiya ao volante.

Frente a frente e simbolizando o rápido desenvolvimento que viu a Toyota emergir como um verdadeiro candidato à vitória no início da década de 1990 está o carro do Grupo C, o TS10#33 de 1992 nas lendárias cores Casio, e o 94CV com o #1, um carro modificado para os novos regulamentos LMP1 em 1994. Ambos os carros terminaram em segundo lugar , o TS010 com Masanori Sekiya, Pierre  Henri Raphanel e Kenny Acheson aos comandos e o 94CV conduzido por Eddie Irvine, Mauro Martini e Jeff Krosnoff.

Em 1994, seguiu-se uma pausa nas corridas de protótipos  e o Supra LM #27, pilotado por Jeff Krosnoff, Marco Apicella e Mauro Martini foi escolhido para preencher a pausa de dois anos.

Certamente um dos carros mais procurados pelos fãs na exposição será o TS020, que em 1998 e 1999 cativou uma nova geração de entusiastas com a sua velocidade estonteante em La Sarthe, e mereceu o seu lugar de destaque no jogo “Gran Turismo”. A aguardar os visitantes do museu encontra-se ainda o TS020 #3 de 1999,  que obteve o segundo lugar com Ukyo Katayama, Toshio Suzuki e Keiichi  Tsuchiya.

Entrando numa nova era, o TS030 HYBRID #7 conquistou o seu lugar na história ao tornar-se o primeiroToyota híbrido a liderar Le Mans na sua estreia em 2012, quando Alex Wurz, Nicolas Lapierre e Kazuki Nakajima iniciaram um novo capítulo que acabaria por levar, finalmente, ao triunfo em Le Mans e três vitórias consecutivas para o TS050 HYBRID.

Os fãs que assistirem às 24 Horas Le Mans de 21 e 22 de Agosto terão a oportunidade de testemunhar a estreia do GR010 HYBRID na luta pela vitória nas 24h de Le Mans e ainda de visitar gratuitamente a exposição da Toyota e o espectacular museu Le Mans 24H.

A exposição da Toyota decorre até 20 de fevereiro de 2021 e está aberta diariamente.